TREINAMENTOS 3D - Cursos online de maquete eletrônica, A Dolmen Treinamentos é uma empresa especializada em cursos 3D com foco principal a criação de cursos online na área de maquete eletrônica que visa extrair o máximo do aluno para que ele se torne um profissional de alto nível pronto para o mercado de trabalho., DICAS PARA SE TORNAR UM ILUSTRADOR 3D
Carrinho - R$0,00
Informações: (14) 998790368

DICAS PARA SE TORNAR UM ILUSTRADOR 3D

Pessoal, esse é um assunto que acredito que todos os iniciantes e aqueles que não tem muita orientação tem curiosidade ou necessidade de uma direção. Pensando nisso criei esse artigo resumido com alguns dos pontos que acho interessante para quem quer seguir nessa profissão. Lembrando que essa é a minha opinião, baseada nos 18 anos que pratico essa profissão e pelas várias experiências que vivi e vivencio nos dias atuais com meus alunos!! Espero que ajude a todos e qualquer dúvida estou sempre à disposição!! Abraços e seguem abaixo as minhas dicas!!

 

01) QUALIDADE DE APRESENTAÇÃO

- O primeiro passo para conseguir realmente entrar no mercado de trabalho e se tornar um profissional é ter qualidade no seu trabalho. Antes de divulgar seu trabalho com cenas sem qualidade, invista em conhecimento, busque cursos sérios e estude pra valer!! Para qualquer tipo de trabalho existem cursos e muito estudo, então não pense que por ter um monte de vídeos no youtube que isso fará de você um profissional da área. Busque conhecimento e suporte de quem realmente pode te ensinar não só a fazer imagens de alto nível mas também que te oriente sobre como o mercado de trabalho funciona e como entrar nele. Lembre que as redes sociais são vistas pelos clientes e se você posta material sem qualidade, acaba já perdendo a chance de ter clientes sem mesmo saber. Uma dica que posso dar sobre a qualidade é a seguinte: Entre no site de algumas construtoras que tenha vontade de um dia ser parceiro e veja a qualidade das imagens que eles apresentam. Você tem que ser igual ou melhor do que o que viu pra que possa ter uma chance. Claro que isso é apenas um fator mas talvez seja um dos mais importantes, portanto não adianta muito divulgar seu trabalho se ele for muito inferior ao que é apresentado pelos clientes que você deseja se parceiro. Portanto aqui a dica é ESTUDE!!!!

 

02) EQUIPAMENTOS

- Esse é um fator muito importante pois é disso que o profissional depende para executar o trabalho. Se você está começando seus estudos, sinceramente não acho válido investir em um computador top de linha. Sempre achei que investimento vem de acordo com a sua evolução e demanda de trabalho. Você vai saber a hora certa de trocar de máquina. E qual é essa hora? A resposta é simples… A partir do momento que você estiver usando o máximo do seu computador e saber que poderia fazer muito mais, porém não tem condições pois o mesmo não aguenta. Essa é a hora… Eu costumo trabalhar sempre com no máximo 80% da capacidade das minhas máquinas, pois assim tenho uma margem de segurança pra caso o cliente peça alguma alteração onde eu tenha que adicionar mais elementos na cena eu tenha essa reserva pra isso. Outro fator é a demanda de trabalho. Por muitas vezes um computador basta pra quem ainda não tem muitos clientes e pode ser até que isso seja assim sempre. Contudo, se o número de trabalhos de clientes diferentes ao mesmo tempo for uma constante, você vai precisar de outra máquina pra poder por exemplo trabalhar em um arquivo enquanto o outro está no render.

 

03) DIVULGAÇÃO

- Hoje em dia é muito mais fácil fazer a divulgação do trabalho graças a Internet e redes sociais. Lembre de divulgar seu trabalho pra valer apenas quando tiver qualidade pra atender os clientes!!! Pensando em uma maneira básica e que funciona de divulgação, seguem os passos:

- Crie uma página no facebook do seu escritório (Seja profissional na página, nada de assuntos que não sejam o seu trabalho, zueiras, etc… Não deixe a página sem postagens, sempre responda aos comentários das pessoas e seja cordial. Em hipótese alguma seja mal educado ou crie intrigas. Compartilhe seus trabalhos em grupos de construtoras, arquitetos, etc… Não adianta compartilhar trabalhos em grupos de 3d pois não é nesse local que vai conseguir clientes. Lembre que todos nesse tipo de grupo tem o mesmo objetivo. Se você está sem trabalho ou o que postar, aproveite pra criar imagens para seu portfólio. Os posts que julgar mais importantes, impulsione os mesmos para conseguir maior visibilidade. Lembre que nas curtidas da página não é o número que é importante e sim o tipo de pessoas. Não adianta ter uma página com 3000 likes se quase todos são de pessoas que não tem nada a ver com o seu negócio, portanto filtre as pessoas que fazem parte da sua rede. Não seja aquele cara chato que posta todos os dias a mesma coisa em todos os grupos que existem. Seja coerente!!!).

 - Crie um site (Existem vários locais pra se fazer de graça se não quiser investir de cara nisso. Analise sites de studios para ter uma idéia de como é um site desse tipo de trabalho antes de fazer o seu. Não precisa colocar 500 imagens no site pois o cliente não vai olhar todas. Escolha as que considerar melhores de cada tipo e coloque. O importante é ter qualidade e não quantidade. Divulgue sempre esse site nas redes sociais para que ele seja sempre visto).

 - Crie um Instagram e Twitter (Essas redes sociais tem um grande poder de atrair seguidores, então crie os dois e sempre que fizer um post em alguma das redes, compartilhe em todas as outras).

 - Email (Crie um email personalizado com uma breve descrição, algumas imagens, endereço das redes sociais e do site e faça uma lista de possíveis clientes. Pode ser um folder, fica mais fácil para a visualização. Com isso em mãos, dispare esse email para os clientes. Mesmo que tenha resposta negativa, sempre responda e agradeça!!! Não crie textos que pareçam aquelas máquinas de mandar email, faça de maneira pessoal e,  dizendo por mim, costumo enviar um por um e não criar uma lista enorme e disparar pra todos de uma vez).

 

04) EXPLORE O MERCADO

Vejo muitas pessoas reclamando que na sua cidade o 3d não é valorizado, que tem poucos clientes, que os outros profissionais cobram muito barato…. Ok, isso realmente acontece… Porém, minha dica aqui é “Abra a cabeça”!!! Com a Internet, todos nós temos oportunidade de trabalhar em qualquer lugar do mundo… Claro que isso vai depender da sua capacidade com outros idiomas, mas pensando apenas em Brasil, a quantidade de clientes é incontável… Portanto não reclame de sua cidade, faça tudo o que escrevi na parte de Divulgação e crie sua rede de seguidores e clientes. No caso de trabalho na sua cidade ou região, crie um folder de boa qualidade, visite os possíveis clientes e faça sua marca aparecer!!

 

05) VALORIZE SEU TRABALHO

Esse é um problema que vejo como geral. Existem muitos pseudo profissionais que não valorizam o trabalho e acabam por comprometer uma boa parcela dos trabalhos de pequeno e médio porte. Aprenda a dizer NÃO para o cliente que quer colocar preço no seu trabalho!!! Parece difícil mas aprenda… Cliente algum vai te valorizar se você não se der o valor!!! Você só vai chegar aos bons clientes quando tirar todos esses ruins… Muito cuidado com o que escuta de preços por aí também. A grande maioria não abre o preço que cobra e por muitas vezes fala uma coisa pra parecer bonito e na realidade cobra valores muito baixos… Não adianta nada também, se você é freelancer querer cobrar como um studio de 3d de grande porte. Não vou falar sobre valores aqui, mas antes de fechar seu preço, é muito importante ver o preço de mercado e a qualidade desse trabalho. É uma boa base pra você definir seu preço. Existem por aí milhares de tabelas, preço por hora e muitas outras formas de cobrar. Eu sinceramente acho legal a teoria mas na prática tenho minhas dúvidas se alguém segue isso. O importante é “dar valor ao seu trabalho” e pensar que se você quer viver disso não pode cobrar por uma imagem o valor de uma saída no fim de semana… Não é esse o foco e sim VIVER disso!!! Dar um desconto é super normal, mas observe em todos os tipos de serviço que descontos chegam ao máximo 10%, portanto se você tira 30% do seu valor isso não é desconto!!!

 

06) SEJA PROFISSIONAL

- Mantenha uma postura profissional com seu cliente, cumpra os prazos estabelecidos, faça sempre o melhor que puder em termos de apresentação e o mais importante – Tenha regras!!! Não pense que porque você vira noites e trabalha o fim de semana inteiro, que você será bem visto pelo seu cliente. Pelo contrário, cada vez mais ele vai te apertar com os prazos e nunca vai pagar a mais por isso. Lembre que quem define o prazo de execução do trabalho é o profissional e não o cliente. É óbvio que pode haver um meio termo nisso e que deve se estudar cada caso, porém não pense que é bom pegar trabalhos com prazo de um dia e não cobrar nada a mais por isso. Salvo exceções, lembre também que o fim de semana foi feito para descansar, tirar um tempo com amigos e família… Não queira abraçar o mundo e trabalhar sete dias por semana e virando noites porque você não vai ter tempo pra fazer planejamento, buscar novos clientes e fazer sua divulgação correta. Tenha Regras e mostre que elas são importantes. Os clientes tendem a achar que você tem que trabalhar no prazo e no preço deles e se você aceita isso, ainda não é um profissional e sim um funcionário mal pago por eles.

 

Se você gostou, compartilhe para que outros possam ter esse direcionamento!! Deixe seu comentário aqui que responderei a todos!! Abraços!!

14 Comments

Lucas
posted on 19 de janeiro de 2016 Responder

Obrigado Alam.. muito boa as dicas e abriu bastante a minha mente.
Forte abraço

Alan Matos
posted on 19 de janeiro de 2016 Responder

Imagina Lucas!! Fico feliz por ter ajudado!! Abraço!!!

Daniel
posted on 19 de janeiro de 2016 Responder

Ótimas dicas meu caro Alan! Sem dúvida esse artigo é um excelente direcionamento para que está iniciando no universo das ilustrações Arquitetônicas.

Alan Matos
posted on 19 de janeiro de 2016 Responder

Muito obrigado mesmo Daniel!!! Acredito que exista muito pouco material sobre isso, então vou trabalhar pra criar artigos que esclareçam as dúvidas de todos!! Abração!!

Marcos
posted on 19 de janeiro de 2016 Responder

Ótimo artigo! Mas, infelizmente, está cada vez mais difícil lidar com estagiários de arquitetura e com desesperados dispostos a fazer qualquer coisa para arrebentar com nosso mercado. Há alguns dias, recebi um email de um estudante de arquitetura (imaginando que sou arquiteto) oferecendo imagens externas por 50,00 e internas por 70,00…Isso desanima qualquer um, Alan. Parabéns e um grande abraço!

Alan Matos
posted on 19 de janeiro de 2016 Responder

Isso é verdade Marcos…. Mas pense assim – Esse pessoal não é profissional da área e com certeza não serão seus concorrentes. Dependendo do nível que você tiver esse pessoal nem é chamado pra dar orçamento nos projetos que você possa pegar. Com certeza a qualidade desses trabalhos é péssima e não existe profissionalismo algum. Isso acontece em todas as áreas infelizmente… Mas o ideal é como eu disse, fugir de clientes que pagam valores assim e ir atrás de clientes de verdade!!! Abração e muito obrigado!!!

Rodrigo
posted on 19 de janeiro de 2016 Responder

É, Marcos, concordo que isso seja um inconveniente, eu mesmo já passei por situações semelhantes no passado.
Me formei em computação gráfica em 2005, e em arquitetura em 2011, trabalhei como materialista 3D durante cinco anos, nunca cobrei menos que 200,00 R$ por uma imagem. Nos meus anos exercendo a profissão de arquiteto, sempre que posso desenvolvo eu mesmo as imagens para meus projetos. Isso é uma necessidade, principalmente nos primeiros anos após a formação. Um arquiteto recém formado, ou mesmo aqueles com um certo tempo de carreira, nem sempre podem se dar ao luxo de pagar 500,00 R$, 800,00 R$, as vezes até mais por uma imagem. Até porque, podemos perfeitamente contratar um estagiário que o faça, por esse mesmo valor, todas as imagens que ele é capaz de produzir ao mês. Não acho que deva desanimar, e sim lidar com isso da melhor forma que puder. Não se trata de arrebentar com o mercado. Afinal, o mercado sempre foi assim, para todos os profissionais de todas as áreas. Abraço!

Alan Matos
posted on 19 de janeiro de 2016 Responder

Ótimo comentário Rodrigo!!! Abraço!!

João Paulo
posted on 20 de janeiro de 2016 Responder

Ótimo artigo Alan!
Eu já venho estudando há algum tempo, mas sempre com pausas, por isso vejo meu trabalho como mediano, longe dos grandes. Vou focar mais nos estudos e começar a criar meu portfólio para divulgação. Abraços!

Alan Matos
posted on 20 de janeiro de 2016 Responder

Muito obrigado João Paulo!! É isso mesmo, foque nos estudos, crie um portfólio de alta qualidade e comece a divulgação!! Abração!!

Alane
posted on 20 de janeiro de 2016 Responder

Excelente artigo me tirou um monte de duvidas,já da para se ter ideia de como começar.

Alan Matos
posted on 20 de janeiro de 2016 Responder

Fico feliz em ter ajudado Alane!! Muito obrigado!!

Adilson Duarte
posted on 27 de janeiro de 2016 Responder

É o que eu digo sempre .. esse é o cara

Alan Matos
posted on 27 de janeiro de 2016 Responder

Muito obrigado mesmo Adilson!!! Abraço!!

Deixe um comentário para João Paulo Cancel reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *